Centro Judiciário de Solução de Conflitos Empresariais pode agilizar processos no Rio Grande do Sul




Já está instalado o Centro Judiciário de Solução de Conflitos Empresariais (CEJUSC-Empresarial) do Rio Grande do Sul, iniciativa do Tribunal de Justiça gaúcho. Com ele, será possível promover, em ambiente virtual ou presencial, as mediações coletivas ou individuais relacionadas a questões envolvendo o direito empresarial – como recuperação judicial e extrajudicial, falências, dissolução ou liquidação societária.


Especialista em recuperações judiciais e extrajudiciais, a advogada Juliana Biolchi vê como positiva a ação do Tribunal gaúcho, ainda mais em um momento de grande crise para as empresas. "O TJ está dando a contribuição dele, reforçando ferramentas de superação da crise que já existem, auxiliando no diálogo entre credores e devedores. Isso, combinado com os esforços legislativos, pode ajudar muito”, disse a sócia-diretora da Biolchi Empresarial. Segundo ela, é importante que o maior número de empresas possa se recuperar.


Durante o lançamento da iniciativa, o presidente do TJ-RS, Voltaire de Lima Moraes, destacou a relevância do Centro. "Estamos apostando muito no CEJUSC-Empresarial na busca de soluções para os impasses nas etapas pré-processual e processual, auxiliando o Poder Judiciário na sua tarefa de aperfeiçoar cada vez mais os serviços prestados à população gaúcha. A mediação é um tema que precisa ser difundido e aplaudido pela sociedade", afirmou o magistrado.


A coordenação do Centro será do CEJUSC do Foro Central da Comarca de Porto Alegre e as sessões serão realizadas por mediadores empresariais capacitados e cadastrados pelo NUPEMEC.


VOLTAR
  • Facebook
  • Telegram