Conheça as linhas de crédito para enfrentar a crise do coronavírus


Para enfrentar a crise da Covid-19, o Governo Federal e as instituições bancárias iniciaram uma série de ações voltadas às empresas de todos os portes. Nos pacotes anunciados, estão novas linhas de crédito, redução de juros e prazos largos para pagamento. No post de hoje, compilamos as principais medidas lançadas até agora. Recomendamos que sua empresa busque o banco onde possui relacionamento, para ter mais informações e orientações sobre como obter os recursos.

BNDES O banco expandiu a oferta de capital de giro da linha BNDES Crédito Pequenas Empresas para negócios com faturamento anual de até R$ 300 milhões, com limite de financiamento de até R$ 70 milhões por ano. Pelo menos R$ 5 bilhões estarão disponíveis para apoio às MPMEs. Foi também alterado o valor máximo de financiamento por período de 12 meses, que antes era de R$ 10 milhões e, até o final de setembro de 2020, será de R$ 70 milhões. Isso permite que não apenas as micro e pequenas empresas tenham acesso a este crédito, mas também todas as empresas de médio porte. GOVERNO FEDERAL Injeção de R$ 5 bilhões no Programa de Geração de Renda, que oferece linhas de crédito com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). É um tipo de financiamento voltado para pequenos negócios, cooperativas e associações de produção. As linhas de crédito são disponibilizadas por agentes financeiros como o Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal, que analisam e assumem o risco de crédito. PROGER Urbano Investimento Financiamentos para investimento ou investimento com capital de giro associado para empresas com faturamento de até R$ 10 milhões, em projetos que proporcionem a geração e manutenção de postos de trabalho e renda. Esta linha financia os itens indispensáveis ao empreendimento, tais como: bens e serviços; obras de construção civil; instalações elétricas; hidráulicas; comerciais (vitrines, balcões); depuradores de resíduos; máquinas e equipamentos novos ou usados com até 5 anos de uso, inclusive de origem estrangeira, já internalizados; móveis e utensílios, dentre outros. A linha financia até 100% do valor do projeto, incluindo capital de giro associado de até 20% do valor financiado. PROGER Turismo Apoio a projetos de investimento para empresa inscritas no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos – CADASTUR, com faturamento bruto anual de até R$ 10 milhões. Esta linha financia itens indispensáveis ao empreendimento, tais como: obras de construção civil para edificação ou ampliação de imóvel destinado às atividades de hospedagem e hotelaria; despesas de transporte, recuperação, montagem, engenharia, supervisão, manutenção e aquisição de partes e peças de máquinas e equipamentos; taxa de franquia, luvas ou direito de uso do ponto comercial, associado ao investimento; veículos, para fins comerciais, novos ou usados; embarcações; aeronaves. A linha financia até 100% do valor do projeto, com capital de giro associado ao investimento de até 20% do valor do financiamento. PROGER Exportação Destinado ao financiamento à exportação com recursos em moeda nacional – modalidade pré-embarque, visando estimular a exportação de empresas, constituídas sob as leis brasileiras e que tenha sede e administração no país, com faturamento bruto anual de até R$ 10 milhões. Financia bens na fase pré-embarque e outras atividades diretamente envolvidas com a promoção da exportação, como participação em eventos comerciais, remessa de mostruários ou material promocional. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Reduziu as taxas de juros de linhas de crédito para pessoas físicas e empresas. Oferece pausa de até 60 dias no pagamento das parcelas dos seus contratos. Capital de Giro: redução de juros de até 45% no capital de giro, com taxas a partir de 0,57% a.m., para a sua empresa ficar em dia com o pagamento de funcionários, fornecedores e aluguel. Comerciante/prestador de serviços e preciso de crédito: disponibilização de linhas de crédito especiais, com até 6 meses de carência, para empresas que atuam nos setores de comércio e prestação de serviços, mais afetadas pelo momento atual. Financiamento para máquinas e equipamentos: linhas de financiamento de máquinas e equipamentos com taxas reduzidas, 6 meses de carência e prazo de até 60 meses para pagar. BANCO DO BRASIL Ampliou em R$ 100 bilhões a oferta de crédito neste momento. São R$ 48 bilhões disponíveis para empresas de todos os portes, através de linhas de capital de giro, de investimento e de antecipação de recebíveis. GOVERNO FEDERAL, BNDES e BANCOS PRIVADOS Criação de linha de crédito de R$ 40 bilhões para pequenas e médias empresas quitarem suas folhas de pagamento durante dois meses. O financiamento estará disponível para empresas com faturamento de R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano. Desse total, 85% (ou R$ 34 bilhões) será subsidiado pelo Tesouro Nacional. O subsídio era uma demanda dos bancos privados, uma vez que as empresas não têm garantias para o crédito. Haverá uma carência de seis meses e o prazo de pagamento será de 36 meses. Durante os dois meses de financiamento da folha, a empresa não poderá demitir. O valor será limitado a dois salários mínimos, com operação feita pelo BNDES.

VOLTAR
  • Facebook
  • Telegram