Imposto de Renda 2018 tem novas regras e atualização nas faixas de contribuição

| Assessoria de Imprensa



Principais alterações dizem respeito a declaração de despesas com dependentes em casos de guarda compartilhada e gastos médicos. A faixa de isenção passou dos atuais R$ 1.903,98 para R$ 2.141,99.

Se aproxima o final do ano e, com ele, o acerto de contas com a Receita Federal que anunciou novas regras para a declaração anual do imposto de renda pessoa física. As principais mudanças estão nas normas para dedução de gastos médicos da base de cálculo e a declaração de despesas com dependentes.

No primeiro caso, das despesas médicas com dependentes, para que possam ser deduzidas despesas feitas em um exercício e efetivamente pagas em outro, o dependente deve constar nas duas declarações. Além disso, procedimentos como fertilização em vitro, só serão deduzidas da declaração do contribuinte que recebeu o tratamento. As mudanças para quem vive com guarda compartilhada também são significativas. A partir de agora, cada filho só poderá ser considerado dependente de um dos pais.

As novas regras também alteram o recolhimento do tributo sobre remessa de valores ao exterior. Serão considerados isentos quando para fins educacionais, científicos, culturais ou valores enviados para tratamentos de saúde no exterior - do contribuinte ou de seus dependentes.

O contador Luis Siqueira, articulador da BMS-Fiscal explica que é importante que o contribuinte fique atento as regras do IRPF 2018 para evitar problemas futuros. "Além das multas que podem onerar significativamente o contribuinte que não cumprir as normas, alguns valores podem ser evitados com planejamento tributário", pondera. Segundo o especialista, erros comuns podem custar caro ao contribuinte que, "muitas vezes opta por fazer sua própria declaração sem a ajuda de um especialista e acabam deixando o custo tributário mais elevado", explica.

A íntegra da instrução normativa que disciplina as regras do Imposto de Renda 2018 ano calendário 2017 está disponível aqui.


Tags:

Imposto de renda

Pessoa Física

IRPF 2018

Declaração

Receita Federal

Luis Siqueira

VOLTAR
  • Facebook
  • Telegram