Saiba como conciliar home office com segurança da informação de seus colaboradores



A pandemia do coronavírus obrigou empresas a adotarem novos métodos de trabalho para não pararem por completo suas atividades. Um dos mais usuais, o home office acabou se tornando uma realidade para milhares de profissionais mundo afora. O cenário já era considerado comum na Europa antes mesmo da crise sanitária, onde 17% dos colaboradores atuavam à distância regularmente. Por aqui, o teletrabalho vem crescendo. De acordo com o IBGE, 3,8 milhões de brasileiros adotaram tal regime em 2018. A tendência, no entanto, é aumentar ainda mais nos próximos anos. Isso tem sido possível graças ao avanço tecnológico. Novas e modernas ferramentas viabilizam aos funcionários desenvolverem suas atividades sem estar, necessariamente, na sede da companhia. Mas, à medida em que o home office se torna cada vez mais comum, cresce também a preocupação com a segurança das informações manipuladas e transmitidas pelos profissionais. "O quadro se agrava sobretudo pela vulnerabilidade dos ambientes domésticos em relação aos corporativos", alerta a advogada Gabriela Totti, da Biolchi Empresarial. Então, você pode estar se perguntando: como faço para proteger os dados dos colaboradores que estão em casa? A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), mesmo que ainda não esteja em vigor, traz para o contexto corporativo algumas providências a serem tomadas pelos empregadores nessa modalidade. "Primeiro – e mais importante – deve-se implantar um programa de compliance sobre privacidade e segurança de dados", aponta a especialista. Gabriela sugere que as empresas adotem medidas de acordo com sua realidade e invistam na capacitação dos funcionários de modo a prepará-los para o trabalho à distância. Ela lista algumas orientações simples e importantes: - Bloqueio automático da tela do computador após período de inatividade. - Monitoramento do dispositivo para detecção de invasão. - Uso de criptografia. - Impossibilidade de salvar arquivos na unidade local do computador. - Utilização de softwares confiáveis para call conference e transferência de dados. Essas e outras medidas podem auxiliar na busca de um ambiente doméstico mais protegido, de modo a garantir segurança às informações trabalhadas pelos colaboradores.


Para saber mais sobre o tema e entender como estabelecer um programa de compliance sobre privacidade e segurança de dados, em conformidade com a LGPD, entre em contato com os nossos especialistas.

VOLTAR
  • Facebook
  • Telegram